Mendoza em 4 dias | 2/4

19.08.2016

 

No segundo dia, fui conhecer o Vale do Maipu (clique aqui para saber mais sobre as regiões).  Minha primeira parada, às dez horas da manhã foi na Bodega Trapiche, onde para minha surpresa, tive um atendimento personalizado.  O guia, Julian, foi muito simpático e me levou para conhecer um museu do vinho, cujas máquinas ainda funcionam! Ao fundo, os trilhos da velha estação de trem conferem à bodega um charme à parte.

Em seguida, visitei uma Olvicola, ou seja, uma pequena fábrica de azeites. Por aqui há várias pois é uma zona produtora.

 

Visitei a Pasrai.

Tive a oportunidade de aprender sobre o processo da fabricação do azeite, participei de uma degustação generosa e saí carregada de compras pois os preços realmente eram bons!

 

 

A hora do almoço, segui para a Bodega Zuccardi, onde tinha uma reserva para 12:30h.

Para um almoço harmonizado.

 

 

Para falar a verdade, achei a degustação um pouco decepcionante. Os pratos, apesar de visualmente bem elaborados, decepcionaram um pouco no sabor. Além disso, o intervalo entre eles levou mais tempo que o razoável. Fiquei de olho na mesa vizinha, onde um feliz casal devorava umas empanadas e em seguida um invejável Ojo de bife! =)

 

À tarde, vale a pena bater perna pelo centro da cidade, que tem um centro histórico e um parque. Mas confesso que não fui. Estava muito cansada e havia bebido ao todo 15 taças de vinho!

 

O jantar foi no  Azafran, que é um misto de restaurante e mercadinho, muito simpático. A comida estava maravilhosa e o atendimento é nota dez!

 

 

<<< 1º Dia

 

 

 

3° dia>>>

 

 

 

Contatos:

 

 

*MELHOR GUIA DE TODA MENDOZA:

Gabriel Suliani

+549 261.5966.497

tranzul@hotmail.com

Please reload

Visitando Corumbá na época do Festival América do Sul 2019

Conhecendo o Blue Note - Rio de janeiro

Evento de Harmonização no nosso Supermercado do Coração. Se inscreva!

1/11
Please reload

TALVEZ VOCÊ GOSTE...

Please reload

Arquivo

Categorias

Curta a página do blog!

Follow me on instagram! @eunomade

© 2016 Eu, Nômade - Todos os direitos reservados.